Sobre a UNIDAS

Sobre a UNIDAS

A UNIDAS – União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde é uma entidade associativa sem fins lucrativos, representante das operadoras de autogestão do Brasil. A autogestão em saúde é o segmento em que a própria instituição é a responsável pela administração do plano de assistência à saúde oferecido aos seus empregados, servidores ou associados e respectivos dependentes, que correspondem a 11% do total de vidas do setor de saúde suplementar. É administrado pela área de Recursos Humanos das empresas ou por meio de uma Fundação, Associação ou Caixa de Assistência. Atualmente, a UNIDAS congrega cerca de 4 milhões de vidas e mais de 100 filiadas.

Criada em novembro de 2002, a entidade atua por meio de Superintendências Estaduais, que têm como objetivo subsidiar as instituições de autogestão nos Estados e no Distrito Federal, cujas atividades desenvolvem-se sob rígidos princípios de ética, solidariedade e cooperação.

A UNIDAS acompanha de perto a evolução do setor, atuando permanentemente junto às agências reguladoras – Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) -, ao Ministério da Saúde, ao Congresso Nacional, dentre outras instâncias governamentais. Além disso, seu trânsito com os representantes dos outros segmentos da saúde suplementar tem garantido à entidade reconhecimento e possibilidade de participar ativamente do cenário da saúde no país. No campo interno, age para oferecer apoio e busca de soluções para o aprimoramento da gestão de suas filiadas.

Com a realização de congressos, fóruns e seminários anuais, reúne centenas de profissionais em busca de atualização e oportunidades para discutir as especificidades da área de saúde suplementar.

SERVIÇO
12º Seminário UNIDAS - Economia Colaborativa na Saúde
Data: 4 a 6 de agosto,
Formato: Virtual

Avaliação geral do evento anterior

Dirigentes, CEOs e gestores de planos de saúde, de instituições públicas e privadas, associações, sociedades de classe e caixas com planos de assistência à saúde, médicos, enfermeiros, representantes de sociedades de classe, acadêmicos, formadores de opinião e prestadores de serviços.

+ de 45% dos participantes têm posições de liderança. Na última edição, foram:
98%

+ de 98% de aprovação (ótimo/bom)